Ação conjunta da PM com o Detran apreende 15 veículos no RJ

Ao todo, foram realizadas 329 abordagens e gerados 236 autos de infração; ação aconteceu em Copacabana, Méier, Niterói, São Gonçalo e Petrópolis


No último sábado (14/08), agentes do Detran-RJ e policiais militares realizaram 329 abordagens no início das operações conjuntas com foco na segurança pública e na regulamentação do trânsito. O primeiro dia teve 15 veículos apreendidos e 236 autos de infração emitidos em ações realizadas nos bairros de Copacabana e Méier, nas zona Sul e Norte do Rio de Janeiro, respectivamente, e nos municípios de Niterói e São Gonçalo, na Região Metropolitana, e Petrópolis, na Serra fluminense.



Vale ressaltar que, durante as abordagens em São Gonçalo, mais precisamente no bairro Barro Vermelho, duas pessoas foram conduzidas para a delegacia após duas placas que seriam de um veículo roubado terem sido encontradas na revista ao carro em que estavam.



As ações seguirão ocorrendo diariamente em todo o território do RJ. A parceria entre a Secretaria Estadual de Polícia Militar e o Detran foi firmada para atender a duas finalidades. Uma, na área de segurança pública, é a repressão aos criminosos que circulam pelas vias urbanas utilizando motocicletas e carros. A segunda é a identificação de veículos irregulares e motoristas não habilitados.



”Nos últimos meses, o Detran vem intensificando as blitzes em todo o estado. Em algumas operações, utilizamos drones para ajudar a detectar os famosos “pegas”. Agora, damos início a essa importante parceria com a Polícia Militar. A população do Estado do Rio de Janeiro só tem a ganhar com as ações conjuntas. É mais um reforço para a segurança pública e viária”, avalia o presidente do Detran-RJ, Adolfo Konder.


”Estas ações representam um importante trabalho conjunto em benefício de toda a sociedade. Tivemos nas ruas a união de esforços das duas instituições com as abordagens das equipes da Polícia Militar e a fiscalização dos agentes do Detran”, diz o secretário de Polícia Militar do RJ, coronel Rogério Figueredo.



Neste formato de atuação conjunta, os policiais militares fazem a primeira abordagem, determinando que os motoristas encostem o veículo na lateral da pista. Depois da checagem inicial dos documentos e de uma revista no veículo, os agentes do Detran começam uma fiscalização mais detalhada, tanto na documentação como nos itens de segurança do veículo, determinados pela legislação de trânsito.




Fonte: DiariodoRio.com

1 visualização0 comentário
WhatsApp-icone.png