DETRAN FAZ AÇÕES DE EDUCAÇÃO PARA CONSCIENTIZAR POPULAÇÃO SOBRE TRÂNSITO SEGURO


Feriados de fim de ano chegando. Férias também. E o que mais se pensa nesta época é colocar o pé (ou as rodas) na estrada. Já o Detran.RJ foca em convencer a população a andar em segurança, seja pra praia, pra serra, ou mesmo quem vai ficar em sua cidade. Por isso, o Detran começa nesta semana uma campanha educativa para orientar o povo fluminense a circular de forma segura e com o carro em ordem.


Desenvolvida pelo setor de Educação do departamento, a ação promoverá uma série de blitzen educativas. São as operações que não têm o objetivo de punir, mas sim de conversar com os condutores, entregar material educativo e também ensinar as crianças qual é o melhor comportamento no trânsito – e por sua vez, que elas sejam um forte aliado no convencimento dos papais e mamães.


De janeiro a outubro deste ano, foram 24.573 vítimas de acidentes no Estado do Rio. O número ficou no mesmo patamar na comparação com o mesmo período de 2018, quando 24.260 pessoas foram vitimadas. O número de acidentes também se manteve persistente: 18.284 de janeiro a outubro de 2019 contra 18.011 nos dez primeiros meses de 2018. Os dados são da Coordenadoria de Estatística do Detran.RJ.


A programação será no fim de semana com atividades lúdicas para crianças na Praça Nossa Senhora da Paz, no sábado, 7, e no Aterro do Flamengo, no domingo, 8, na altura da churrascaria Assador (vide programação completa no fim do texto).


A capital fluminense continua como a maior vilã, registrando o maior número de vítimas de acidentes. De janeiro a outubro deste ano foram 10.340 acidentados. A região metropolitana é a segunda neste triste ranking, com 8.693 vítimas. A concentração de veículos nessas duas regiões e a proximidade de comunidades populosas com as estradas são as causas do elevado índice.


Importante ressaltar que o governador Wilson Witzel sancionou a lei 8.610, em 5 de novembro passado, que dá prioridade de tramitação aos processos de condutores flagrados por ingestão de álcool e outras substâncias que causem dependência. São processos que podem culminar na suspensão ou cassação da habilitação do condutor. E se durante o cumprimento da penalidade, o condutor for flagrado novamente por esta infração, sofrerá rito sumaríssimo. Ou seja, terá a habilitação cassada






Fonte: DETRAN-RJ

3 visualizações0 comentário
WhatsApp-icone.png