DETRAN.RJ PREPARA SALA DE MONITORAMENTO PARA ACOMPANHAR ATENDIMENTO NOS POSTOS


O Detran.RJ está preparando uma sala de monitoramento totalmente informatizada, de onde será possível acompanhar, em tempo real, a rotina de atendimento aos usuários nos postos do departamento. A sala de monitoramento, que está sendo montada na sede do Detran, no Centro do Rio, tem um painel eletrônico com imagens de câmeras de TV, que já estão sendo instaladas em alguns postos do departamento, para registrar a movimentação nas unidades.



O projeto-piloto de monitoramento está começando pelos postos de vistoria de veículos. E, já nos próximos meses, será ampliado para os postos de habilitação e de identificação civil.



No painel eletrônico, a recém-criada Comissão Especial de Monitoramento das Unidades de Serviço do Detran, vinculada à Assessoria de Gestão e Modernização (Agem), também terá acesso a um gráfico com o status de funcionamento de todos os postos distribuídos pelo Estado do Rio.



Nele será possível saber, a qualquer momento, as unidades que estão funcionando normalmente, as fechadas e as que têm problemas no atendimento. Será possível ainda produzir e acompanhar relatórios gerenciais sobre a execução dos serviços e pensar em soluções para os problemas.



“O objetivo da criação da sala de monitoramento é melhorar a qualidade do atendimento prestado aos usuários do Detran. Vamos acompanhar a produtividade dos postos e, quando preciso, entrar em contato com as unidades, oferecer ajuda e soluções, ou mesmo exigir mais celeridade. Melhorando a nossa comunicação e a integração, vamos melhorar também a prestação dos nossos serviços”, diz o presidente do Detran.RJ, Adolfo Konder.


Representantes das diretorias de registro de veículos, habilitação e identificação civil vão trabalhar diariamente na sala de monitoramento, prestando informações à comissão especial, e ajudando a solucionar os problemas.



“A aproximação com os chefes e funcionários dos postos facilitará muito a identificação de situações que podem provocar dificuldades e demora nos atendimentos”, afirma o vice-presidente do Detran.RJ, Leonardo Morais.



Fonte: DETRAN.RJ

2 visualizações0 comentário
WhatsApp-icone.png